evig: (14 - cello)
Juliet ([personal profile] evig) wrote2017-06-19 03:47 pm
Entry tags:

Trio Geração Perdida de Minas Gerais (show 2 em SP)

No dia 1 de junho, uma quinta-feira, o Vitor Brauer, o Jonathan Tadeu e Fernando Motta fizeram um show em SP, o segundo. O primeiro eu perdi e tava chovendo pra caramba, mas dessa vez eu chamei a Ká que tinha tido uma crise de fibromialgia e as duas atoladas de trabalhos para serem feitos. Mas quarto ano, já sabemos que quando chega essa época, é preciso espairecer. Pois bem, o Vitor eu já conhecia da Lupe de Lupe, o Jonathan eu não conhecia, mas se tava no rolê com o Vitor, só podia ser gente boa, mas eu tinha ouvido pouco do som dele naquela semana porque o meu celular tinha pifado e etc. O Fernando eu tinha aquela sensação de já ter ouvido falar dele, mas não lembrava e só depois que meu computador foi arrumado é que eu vi que eu tinha o álbum dele baixado e que eu já tinha ouvido enquanto fazia faxina e coisas assim (Descoberto pelo Na Mira do Groove).

Mas voltando ao dia 1, os caras tinham mudado a casa de show a poucos dias, e conseguiram na Associação Cultural Cecília, perto do metro Marechal Teodoro. Chegamos lá umas 6h e a casa abria as 7h. estávamos sentadas na porta quando os três mais uma galera apareceu e ficou conversando com um outro cara que tava sentado lá. Eu sou muito nervosa e a Ká também então a gente nem conversou com eles (eu não conseguia olhar pra eles).

Eles entravam e nós ficamos mais um tempo lá fora, conversando. Algumas pessoas entraram e em algum momento o Fernando (que quase não vem pra turnê) saiu pra fumar. Novamente fiquei fingindo que não era nada demais. Quando decidimos entrar eu lembei que tinha que trocar o dinheiro. Então fomos comer na padaria da esquina. Quando voltamos, a pessoa que estava na lojinha/bilheteria era o Vitor. Não sei se foi ele que disse oi primeiro ou eu. A Ka estava perguntando pra mim onde teria um lixo pra jogar a garrafinha de fanta laranja, não tinha visto que era o Vitor. Mas quando viu pediu foto e eu a tirei.



E depois ou antes disso, ela perguntou se eles iam tocar Eu já venci, e iam. Karina deu o dinheiro e Vitor agradeceu por ser trocado. Vi as camisetas mas não perguntei o preço (meu orçamento do mês é apertado). Subimos a escada e pegamos o final da banda Blues Drive Monster. Tinha em torno de 20 pessoas na casa e depois de uns 15 minutos, os caras começaram a montar os instrumentos no chão e não no palco, no meio do espaço.

Não lembro do setlist exato, mas eles mesclaram as músicas de cada um e eu me lembro que do Fernando, tocaram Céu e Sexto Sentido e uma outra que ele disse que ele fez pro relacionamento com o vídeo-game (mas eu perguntei no curiouscat dele e era Videokê e não vídeo-game...). Do Jonathan, Sorriso Besta e Sorriso Amarelo e uma outra que eu acho que era Quase, mas não tenho certeza. Do Vitor (e nessas a gente se acabou de cantar, até cantamos errado) RJ (Moreninha), SP (Pais Solteiros), Fogo-fátuo, Eu Já Venci (que o Fernando esqueceu a hora de entrar, depois o Vitor falou sobre ela e sobre seu aprendizado em dois meses de bateria), Homem (que eu não esperava porque não é do último álbum) e a última foi 17, que eles deixaram que a gente cantasse no microfone. Eu e a Ká ficamos onde estávamos. Em algum momento do show o Vitor chamou todo mundo pra ficar mais perto deles e num outro momento disse que o Fernando estava solteiro (diga-se de passagem, a Ká está apaixonada por ele). Fomos embora e minhas pernas ainda tremiam ao descer as escadas.


Ká é essa primeira pessoa de costas e eu em sua frente, antes do Vitor chamar a gente pra mais perto.
 

Post a comment in response:

From:
Anonymous( )Anonymous This account has disabled anonymous posting.
OpenID( )OpenID You can comment on this post while signed in with an account from many other sites, once you have confirmed your email address. Sign in using OpenID.
User
Account name:
Password:
If you don't have an account you can create one now.
Subject:
HTML doesn't work in the subject.

Message:

 
Links will be displayed as unclickable URLs to help prevent spam.