Profile

evig: (Default)
Juliet

Custom Text

"Há prisões piores que as palavras."
(Carlos Ruiz Zafón)
evig: (06 - timidez)
Tinha saído briga. Alguém disse um palavrão - talvez “governabilidade” - e meu tio dizia para a tv: - Dá um soco na cara dele! Meu outro tio passou dizendo: - Pra quê isso? Nada vai mudar... O presidente do senado pediu para que os discursos fossem mais ágeis. Pela honra do presidente Temer, meu voto é sim. É uma pouca vergonha - senadora, agilize o discurso, disse o presidente do senado - senhor presidente, meu voto é não. Contra essa esquerda comunista, eu voto sim.

Meu primo menor disse: - Eu tô torcendo pro não. Mas o sim ganhou. Quando a votação acabou, eles foram assistir o futebol aqui em casa. Ninguém soltou fogos.
evig: (13 - moça)
Rapidão e sem tópicos.

Favoritei músicas que já eram favoritas, apenas formalizei. Sharon van Etten é a única artista da lista que eu conheci a pouco tempo.

Vi bastante filmes nacionais novos, alguns clássicos do expressionismo alemão e uns filmes que queria a ver há alguns anos. Destaco A Montanha Matterhorn, o preferido da lista, mas talvez o melhor filme dela seja A Criada. M; O Gabinete do Dr.r Caligari; Canção da Volta; O Exército dos Frutas; Adeus, Meninos; e para quem gosta de filmes predominantemente com diálogos, Retorno a Ítaca. Gostei muito também de Trainspotting e Garotos de Programa.

Em documentário: Cinema Novo para quem gosta do movimento ou quer conhecê-lo. Orestes tem uma carga dramática muuito forte, tanto de conteúdo quanto de linguagem. Ônibus 174; Lampião da Esquina; Botinada.

Terminei a terceira temporada de iZombie e ela mantém o que vem propondo desde a temporada anterior. Dear White People é obrigatória para todo mundo!

Livros: eu queria ter resenhado mais livros dessa lista, alguns que eu não vou destacar, mas isso fica para possíveis escritos do segundo semestre. Como de costume, a maioria foi para a faculdade, o que não quer dizer que eu não tenha gostado. Destaco Os Buddenbrook; Clássicos do Conto Russo; Cidade de Deus; É Isto Um Homem?; O Pai Goriot; O Morro dos Ventos Uivantes; Coração, Cabeça e Estômago; Garotos Malditos.

Minha produção, posso dizer, esteve acima da média dos últimos anos. Vênus em Aquário e Érika eram contos que estavam escritos ha algum tempo então eu revisei, modifiquei poucas coisas, dei título e publiquei no ao3. Os outros dois eu escrevi para desafios do wattpad, e fui ganhadora do segundo lugar com o conto Casa das Águas, que é bem mais ou menos, mas tem valor sentimental por motivos particulares. Acabei montando antologias (buscando algum sentido nos quase 100 contos que tenho) para mandar para editoras e uma agência de literatura infanto-juvenil. Todos recusados até o momento.

Esqueci de listar os poemas em prosa (?) que eu postei aqui no dw, e duas crônicas que já estavam escritas, mas eu resolvi publicar devido ao falecimento da minha avó. Esses textos eu deixo aqui, muitas vezes em posts apenas para assinantes, já que ou falam de assuntos que são muito recentes e eu não quero expô-los ainda, ou eu não sei o que fazer com eles por não serem ficção, por não serem bons, por terem menos de 300 palavras... são os textos da área cinzenta.